quarta-feira, 18 de maio de 2016

Olhar sobre Ponta Delgada





À quarta-feira à tarde organizo, com os alunos, um ateliê d'artes onde abordamos diversas técnicas e desenvolvemos projetos globalizantes de natureza artística que visam a intervenção no espaço escolar ou interação com o meio. Hoje, alguns faltaram para estudar para testes e aqueles que apareceram pediram-me para fazermos «algo diferente»... Ocorreu-me, de imediato, que saíssemos da sala munidos de diário gráfico. Resolvi presenteá-los com uma vista de encher «alma» e que apela para a vontade de desenhar. Subimos ao torreão do antigo palácio da Fonte Bela (a Escola Secundária Antero de Quental) um sítio que não lhes é, normalmente, acessível e cuja vista -sobre a cidade- é elevada e ampla. Propus que fizéssemos uma panorâmica a 180º e comecei, à esquerda, com a serra, fui adicionando folhas ao meu desdobrável e acabei na cabeceira da pista do aeroporto... é incrível isto de nos desafiarmos mutuamente, eles responderam à altura do lugar.

(Artline 200 Fine 0.4  e aguarela)                                                                                                                                   |pormenores:«in situ»|

Sem comentários: