segunda-feira, 14 de maio de 2018

Depois da procissão - Reportagem Stº Cristo 2018 [6 de maio]

Sentei-me nas escadas do Santuário a observar o espaço. O João V. Dias quis fotografar a iluminação e o José Artur acompanhou-o. A Celeste V. Ferreira sentou-se ao meu lado e começou a desenhar. Senti que devia desenhar aquele momento,  mas  estava exausta e preguiçosamente usei os meus carimbos para sugerir a confusão que nos envolvia. Era tarde, a imagem tinha recolhido pouco tempo antes, havia gente por todo o lado e muitas aparas de madeira misturadas com folhas de criptoméria, pétalas e lixo, muito lixo. Os técnicos da RTP Açores apareceram para desfazer o «aparato» que ali tinham montado, o cansaço estava estampado na cara das pessoas... 

2 comentários:

Celeste Vaz Ferreira disse...

Adoroooo este desenho.
Como é interessante a forma de ver, ou não, o que nos rodeiam.
Acabei por pintar, no meu, aquela texturas com guache branco mas ficou péssimo na mesma, não tomei atenção ao que me rodeava!
Vou imprimir este para o ver todos os dias!!

Alexandra Baptista disse...

Quanto à atenção a minha focou-se ao perto, a Celeste mais além. Não acredito que tenha ficado péssimo. (ºJº)